RELATÓRIO DA DIRETORIA - 2007
Veja também os Relatórios da Diretoria Exercício 2009 - Exercício 2008  - Exercício 2006

Exercício 2007

 

Sumário

        Mensagem da presidente

1.        Crianças e famílias assistidas

1.1  Evolução da saúde das crianças assistidas

1.2  Evolução das famílias 

1.3  Apoio sócio-econômico às famílias

2.        Crianças apoiadas pela recreação hospitalar

3.        Voluntariado

4.        Mantenedores

4.1  Padrinhos / madrinhas

4.2  Sócios contribuintes

4.3  Doadores eventuais

5.        Parceiros: Empresas Amigas, Profissionais Amigos e Parceiros Mobilizadores

6.        Captação de recursos

6.1  Captação em eventos

6.2  Serviços doados

7.        Comunicação e relacionamento

8.        Administração e finanças

8.1  Quadro de empregados

8.2  Questões legais e registros

8.3  Demonstrativo sintético de receitas e despesas

8.4  Balanço patrimonial sintético

 

  

Palavra da presidente

Neste ano de 2007 fizemos nosso primeiro aniversário.

Olhando para trás, vejo o que conquistamos...

Lembro-me das nossas reuniões no Café do Parque Lage, às vezes falávamos tão alto que nos chamavam a atenção.

 Lembro-me das idas constantes ao Hospital para entender como funcionam, quais seriam nossas prioridades, como faríamos a seleção de nossas crianças....

Hoje, apenas 1 ano depois, temos uma salinha que podemos chamar de sede, temos já 14 famílias inseridas no nosso programa, temos uma equipe voluntária comprometida, feliz, dedicada.

Vejo claramente que o que nos fortalece é a união da nossa equipe envolvida em um só objetivo: a evolução das famílias assistidas.

Gostaria de agradecer de coração a todos aqueles que dedicam um pouco (ou muito) de suas vidas à RESPONDER.

Gostaria ainda de partilhar com todos a nossa principal expectativa para o ano que já iniciou: esperamos triplicar o número de famílias atendidas, até o fim deste ano.

 Para isso, precisamos também triplicar o número de sócios e/ou padrinhos e, principalmente, o número de voluntários para o atendimento às famílias e para a recreação hospitalar.

Nosso sonho de conseguirmos uma sede própria e mais ampla está cada vez mais próximo; será um caminho difícil, mas possível.

Peço que continuem conosco, multipliquem nossas células e dividam conosco esta alegria de vivenciar a evolução da RESPONDER.

 Feliz 2008!

Gabriela Lobato Brandão Marins

 

1 - Crianças e famílias assistidas

Ao término de 2006 estávamos dando os primeiros passos e assistindo às nossas 5 primeiras famílias. Era e ainda o é um período de aprendizado, de apropriação e adaptação dos métodos recebidos as ASC Renascer.

Ao longo de 2007 evoluímos até 14 famílias, terminando o ano com 13, por ter havido um desligamento por falta de comprometimento dos assistidos.  Este número ficou aquém do planejado, mas não por falta de recursos materiais ou humanos; deveu-se fundamentalmente à dificuldade de seleção de famílias que se enquadrassem em nossos critérios.

A equipe do Hospital Miguel Couto (em especial a Dra. Fátima Fernandes), nossa assistente social e nossas voluntárias do Atendimento têm avaliado as crianças internadas nas questões de saúde, organização familiar e situação sócio-econômica de modo a selecionar dentre elas as que estejam sob risco de re-internação por razões sociais. Entretanto, para ingressar e permanecer no programa da Responder é essencial que estas crianças tenham uma família comprometida e em condições de ser ajudada a evoluir.

A assistência que prestamos é personalizada em um PAF – Plano de ação familiar, que engloba cinco áreas (saúde, profissionalização, moradia, educação e cidadania). Na atenção à família dá-se especial ênfase às crianças, sejam as doentes e diretamente assistidas (13), sejam os seus irmãos (15). Assim, ao término de 2007 tínhamos 28 crianças sob atenção.

 

1.1 - Evolução da saúde das crianças assistidas

A principal meta da Responder é a não re-internação da criança por razões sociais. Consolidar estatísticas que demonstrem eficácia não é simples. Assim, com o cuidado de garantir a privacidade dos assistidos, substituímos as estatísticas pelos relatos sintéticos dos casos atuais:

.. Problemas respiratórios e acidente automobilístico: já retornou às aulas;

.. Portador de HIV: não sofreu reinternação;

.. Bronquiolite com várias internações: não houve nova re-internação e freqüenta creche;

.. Várias cirurgias por acidente automobilístico: ainda fará nova cirurgia, mas recuperou peso e parte dos movimentos;
.. Paralisia cerebral de nascimento (dois casos): recebem medicamentos caros e controlados; as  re-internações prosseguem, mas não são de origem sociais;

.. Paralisia cerebral por meningite: não houve re-internação; exige tempo integral da mãe, dificultando a obtenção de renda;

.. Paralisia parcial por acidente: freqüenta escola e faz reabilitação;

.. Hidrocefalia e desenvolvimento retardado: ganhando peso e algum desenvolvimento; não sofreu re-internação;

.. Aneurisma cerebral: recuperação lenta com apoio de psicóloga, fisioterapeuta e fonoaudióloga;

.. Doença genética que compromete musculatura: freqüenta ensino público com dificuldade; seu irmão, com a mesma doença também era assistido pela Responder, mas faleceu em 2007;

.. Perda parcial de um pé, por acidente: faz fisioterapia e necessitará de plástica;

.. Obesidade mórbida, depressão, dificuldade de locomoção: ajuda de vestuário, alimentação e apoio psicológico.

 

1.2 - Evolução das famílias

A maioria das famílias que ingressaram no programa - pode-se dizer – apresentou-se relativamente estruturada. Entretanto, a gravidade da doença do filho e/ou a longa duração do tratamento são  elementos desestabilizadores e fragilizadores. Apoios materiais e psicológicos reduzem os riscos de desestruturação e protegem a criança doente e seus irmãos.

Algumas ações/progressos:

.. Família A: orientação para receber indenização de seguro; pagamento provisório de melhor moradia; colchão especial e cadeira de rodas; tomografia em clínica particular;

.. Família B: orientação para completar seus documentos; moradia provisória enquanto se procura casa modesta cujos recursos já estão garantidos por madrinha;

.. Família C: mãe realizou cursos profissionalizantes Renascer/Senac (manicure e depiladora) e recebeu auxílio para instalar-se profissionalmente em sua própria casa;

.. Família C: orientação jurídica para causa trabalhista;

.. Outras famílias: orientação para tratamento dentário; obtenção de documentos de cidadania (CPF, Título de Eleitor, Certidão de nascimento); indicações de cursos para os maridos; medição para cadeira de rodas; encaminhamento à ABBR; doação de colchão especial, nebulizador, filtro e cadeira de rodas;

As psicólogas voluntárias e os palestrantes voluntários trabalharam ao longo do ano para trazer informação às famílias, para melhorar sua auto-estima e até mesmo dar-lhes apoio psicoterápico.

 

1.3 - Apoio sócio-econômico às famílias

Para o desenvolvimento dos PAF’s acima referidos e superficialmente exemplificados, são realizadas reuniões mensais com os responsáveis pelas crianças (normalmente apenas a mãe) para reavaliação, acompanhamento do cumprimento dos compromissos assumidos por ambas as partes (família e Responder), realização de palestras, atendimento psicológico, fornecimento de medicamentos, alimentos especiais, cesta básica e passagens.

Os custos destas ações são cobertos pelas contribuições de padrinhos/madrinhas e suplementados pelas contribuições de sócios. Estes custos não são uniformes nem constantes, mas o gráfico dá uma indicação da tipologia dos gastos.

O gráfico acima retrata apenas as despesas diretas da Responder, mas estas crianças foram também beneficiadas por festas, brinquedos e vestuário nas datas comemorativas do Dia da Criança e do Natal, bem como por ocasião do inverno, através de doações diretas de Empresas Amigas (Rozenlandia e T&T- Technology and Training) e de pessoas físicas.

 

2 - Crianças apoiadas pela recreação hospitalar

A recreação hospitalar, como se sabe, integra o processo de recuperação da criança doente. Além disso, é uma oportunidade para um primeiro contato da Responder com as crianças e famílias que são candidatas em potencial ao programa de Atendimento; faz parte, portanto, da pré-seleção das famílias a serem assistidas.

A capacidade da enfermaria do Miguel Couto é de 28 crianças, mas a ocupação média foi de 20 crianças, sendo mais freqüentes os casos de acidentadas ou com problemas respiratórios.

A Responder procurou assegurar voluntárias nos dias úteis à tarde, as quais atingiram principalmente a faixa etária de 5 a 11 anos, em função da oferta até então existente de jogos, quebra-cabeça, pintura e desenho.

Em quatro datas (Páscoa, Festa Junina, Dia da Criança e Natal) apoiamos as festas conduzidas pela Equipe do Hospital com brincadeiras e distribuição de presentes. A Empresa Amiga Animasson, além de participar destas festas forneceu-nos, uma vez por semana, um de seus personagens (atores) para brincar com as crianças.

No terceiro trimestre, a Kibon doou ao Hospital uma brinquedoteca completa, que atinge todas as faixas de idade. A Responder auxiliou na preparação do local e vai completar a reforma do espaço em 2008.

Atrair mais voluntárias para esta atividade tem sido um grande desafio. Por insuficiência de voluntárias tivemos presença fraca em alguns dias da semana e ainda não nos adaptamos às demandas geradas pela nova brinquedoteca. Esta foi a falha principal da Responder neste seu primeiro ano de existência.

 

3 - Voluntariado

A exceção da assistente social, que é profissional contratada, todo o trabalho na Associação é realizado por voluntários. Se por um lado ganha-se em entusiasmo e redução de custo, por outro, convive-se com elevada rotatividade.

Em 31 de dezembro de 2007 estavam em atividade 22 voluntários (21 voluntárias e 1 voluntário).  Outras 17 haviam atuado em algum período, mas estavam temporária ou definitivamente afastadas.

Os voluntários em atividade estavam assim distribuídos:

.. Direção, serviços administrativos, captação de recursos               8 voluntários

.. Atendimento às famílias e psicólogas                                          5 voluntárias

.. Recreação hospitalar                                                                9 voluntárias

.. Trabalharam no ano, mas interromperam o voluntariado            17 voluntárias

Como mencionamos anteriormente, é na recreação que a falta de voluntários é mais intensa e grave, mas, como temos metas de crescimento do número de famílias assistidas, também o voluntariado para atendimento às famílias terá que ser muito reforçado em 2008.

 

4 - Mantenedores

Todos os recursos financeiros da Responder foram provenientes de pessoas físicas ou jurídicas, que contribuíram voluntariamente, sem nenhum benefício fiscal, não existindo qualquer recurso público no processo.

Nossos mantenedores podem ser agrupados em três categorias: padrinhos/madrinhas, sócios contribuintes, doadores eventuais.

4.1 - Padrinhos/madrinhas

Para cada criança/família, na medida em que o Plano de Ação Familiar vai evoluindo, vão-se alterando os custos mensais. Estes custos vão sendo cobertos por padrinhos/madrinhas que são então captados.  Os padrinhos/madrinhas recebem relatórios periódicos sobre a evolução da criança/família.

Tivemos uma boa evolução no número de padrinhos/madrinhas. Chegamos a 26 em 31/12/07 para 13 crianças/famílias (mais 15 irmãos). É de ressaltar que algumas crianças/famílias têm custo mensal elevado, necessitando de até 3 padrinhos.

 PADRINHOS/MADRINHAS

Ano

Quant.

Mensal

Média

Dez 2006

7

640,00

91,00

Dez 2007

26

2.505,14

96,35

 Os padrinhos têm a opção de receber um boleto bancário de valor mensal pré-estabelecido, ou pagar diretamente ao fornecedor de cesta básica ou remédio, ou podem  ainda efetuar as compras e entregar os produtos à Responder. Destes 26, 21 optam por boleto mensal.

 

4.2 - Sócios contribuintes

A contribuição do sócio destina-se ao custeio das despesas gerais (aluguel, salário da assistente social, telefone...) e a complementar os despesas com famílias que não sejam cobertas pela contribuição dos padrinhos.

O quadro abaixo mostra a evolução havida:

 SÓCIOS

Ano

Quant.

Mensal

Média

Dez 2006

21

1.680,00

80,00

Dez 2007

34

2.610,00

76,76

 

 

 

 

4.3 - Doadores eventuais

Empresas, instituições e pessoas físicas têm feito doações ou propiciado momentos de coleta e bazares. Estes valores são os mais significativos do exercício. Toda a receita, não proveniente de padrinhos ou sócios, vem destes doadores eventuais (ver demonstrativos financeiros).

Sem mencionar valores, registramos como forma de agradecimento as doações das pessoas jurídicas: Charitas Brasil, GAP Asset Management, PTA British School, Britsh school, Rozenlandia, Arte em Dobro, Sécrets de Famille, Patricia Goodman, T&T. (ver abaixo em 6. Captação).

 

5 – Parceiros: Empresas Amigas, Profissionais Amigos e Parceiros Mobilizadores

Uma rede de parceiros é importante para o presente e essencial para o futuro da Responder (sustentabilidade). O aumento do número de famílias ao longo do tempo exigirá emprego crescente de recursos financeiro, humanos e técnicos; quanto mais significativa esta rede de parceiros, maior nossa chance de êxito.

Ao longo de 2007 obtivemos apoios importantes:

 

EMPRESAS AMIGAS - Apoio Regular

Empresa

Participação

Período

Animason

Recreação Semanal + Páscoa + Crianças + Natal

Anual

British School

Festas e eventos escolares

3 ao Ano

Dimensão

Contabilidade e Recursos Humanos

Anual

EJUPES

Jurídico

Anual

IT Connect

Hospedagem do site

Anual

Rozenlandia

Doação de brinquedos e campanhas Páscoa + Crianças + Natal

3 ao ano

Secrets de Famille

Produto exclusivo e captação de sócios“Secrets do Bem”

Anual

Simplesmente

Site – desenvolvimento e manutenção Criação e alteração do Site

Anual

T&T

Campanhas Agasalho e Natal

Semestral

 

EMPRESAS AMIGAS - Apoio Pontual

Empresa

Participação

Forma

Arte em Dobro

Exposição Fernando Velloso

% na venda de quadros

Charitas Brasil

Doação

Em espécie

GAP Asset Management

Doação

Em espécie

Patricia Goodman

Lançamento de Jóias

Lançamento

UP Conceps

Palestras de Motivação

Dra. Sonia Cerqueira

Yga

Publicidade

Apenas no início de 2007

 

Dentre os Profissionais Amigos incluem-se colaboradores das Empresas Amigas que executam trabalhos e tarefas para a Responder, mas também profissionais autônomos que nos apóiam com arquitetura, obras, psicologia, palestras e pequenos cursos.

Contamos ainda com o apoio seis destacados Parceiros Mobilizadores. Pessoas do meio artístico que estão dispostas a emprestar-nos suas imagens com o objetivo de divulgar e valorizar  Associação. São eles, os atores Cláudia Abreu, Deborah Evelyn, Herson Capri, Marcello Antony e Mônica Martelli, e o músico George Israel. A Responder não pôde aproveitar em 2007 todo o potencial desta imensa ajuda, mas pode registrá-la como um “patrimônio” adicional neste final de exercício.

 

6 - Captação de recursos

Ao longo do ano buscaram-se, permanentemente, oportunidades de doações financeiras e de angariação de padrinhos, sócios e voluntários.

6.1 –Captação em eventos

Festas de Aniversário - Amigos da RESPONDER que optaram por divulgar e captar recursos para a Associação em lugar de receber presentes: Mônica Góes Mendes de Almeida, Lisa Rabinovitch e  Adriana Mattar Guimarães.

Bazar da Escola Britânica – Participamos de dois bazares da Escola Britânica, um em maio e o outro em novembro onde conseguimos, além de captar recursos, divulgar nosso trabalho.

Tarde Comemorativa de 1 ano da RESPONDER – Feita na casa de uma voluntária, houve apresentação e venda de jóias de Mabity Pereira ( com 10% da renda revertida para a  Associação )

Espaços Comerciais – Empresas Amigas – PATRICIA GOODMAN lançou sua coleção de jóias infantis em coquetel no Rio Design Leblon, com doação de 10% das vendas do dia; ARTE EM DOBRO fez a vernissage do artista plástico Fernando Velloso e 5% da arrecadação total da mostra foi doada ao RESPONDER; ROZELANDIA realizou de outubro a dezembro a venda de um produto onde 100% da lucro foi revertido à RESPONDER; SECRETS DE FAMILLE fez um coquetel inaugurando nova vitrine com a doação do valor da venda de um berço e em dezembro criou o SECRETS DO BEM,  desenvolvendo um produto cuja venda será revertida à RESPONDER; T&T - Technology  and Training  fez campanhas de arrecadação de agasalhos e presentes de Natal junto aos seus clientes.

Tarde de autógrafo – O autor do livro Verão de 77, Alexandre Gimenez, passou uma tarde conosco autografando os exemplares que doou à RESPONDER. O livro traz em sua última folha uma descrição de quem nós somos e como trabalhamos.

Rifa de um colar de ouro e brilhantes doado à Responder, cujo sorteio ocorreu no ultimo dia 12 de dezembro

6.2 - Serviços doados

Os doadores de serviços já foram mencionados no item “Empresas Amigas”, mas repetimos aqui para destacar o valor econômico da cooperação recebida.

SIMPLESMENTE – Criação e manutenção do nosso site; DIMENSAO – Contabilidade mensal da Associação e administração de pessoal; IT Connect – Hospedagem do nosso site; ANIMASOM – Envio de 1 personagem por semana para a recreação do Hospital Miguel Couto e presença em todas as nossas festas; EJUPES - Escritório Jurídico Paulo Elísio de Souza – Serviços jurídicos

7.0 - Comunicação e relacionamento

Desenvolvemos razoável esforço para nos comunicarmos com mantenedores, parceiros, assistidos e comunidade em geral, mas limitados pelos meios materiais e humanos disponíveis e condicionados pelas prioridades definidas. Para tal utilizamos os seguintes meios:

Newsletters – Com o propósito de retratar o dia a dia da  Associação e dar notícias sobre as famílias assistidas, os nossos eventos, etc., a partir de agosto de 2007 passamos a encaminhar, via e-mail,  newsletters bimensais. Com um conteúdo leve e informal, procuramos manter nossos sócios, padrinhos e madrinhas, parceiros e amigos a par do trabalho realizado, sem contudo sobrecarregá-los com exaustivas informações.

Comunicação com os Padrinhos e Madrinhas – Trimestralmente encaminhamos para os padrinhos e madrinhas um relatório visando apresentar os fatos relativos à criança apadrinhada e sua família. Além dos relatórios escritos, através de conversas telefônicas, buscou-se sanar dúvidas dos padrinhos e prestar-lhes informações adicionais sobre as condições da família assistida.

Comunicação com os Sócios – Feita através de cartas, das newsletters acima referidas e  de e-mails, na tentativa de dar-lhes uma visão geral do trabalho da  Associação, suas vitórias e dificuldades.

Comunicação Prospectiva - Expedimos, experimentalmente, com algum êxito, maillings prospectivos de novos sócios e padrinhos. Mas o esforço maior de divulgação ocorreu por ocasião de nossas participações em eventos e bazares, onde o contato face a face permite apresentar e explicar melhor a instituição.

 

8 - Administração e finanças

8.1 - Quadro de empregados

A Responder tem apenas um empregado, que desempenha as funções de assistente social, com carga horária semanal de 24 horas, e está em dia com todas as obrigações sociais decorrentes, que incluem vale transporte. Para fazer face aos seus deslocamentos para visita às famílias assistidas, a empregada está protegida por seguro de vida e acidentes pessoais.

8.2 – Questões legais e registros

Neste exercício foram obtidos o Alvará / Inscrição Municipal (n° 419.849-2) e o registro provisório no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (n° 36-36/2007).

A Assembléia Geral Extraordinária de 07/05/2007 aprovou alterações no Estatuto da instituição, principalmente para adequá-lo às exigências da legislação que trata das OSCIP – Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público.

Em dezembro foi encaminhado ao Governo Federal o requerimento de enquadramento da Responder como OSCIP. As principais vantagens deste enquadramento são:

a)    a não tributação dos investimentos financeiros (na verdade já não o seriam por força de lei, mas os burocratas dos bancos recusam-se a dar a isenção sem um diploma de interesse público); e

b)    permitir a dedução fiscal por parte das pessoas jurídicas doadoras de recursos.

 

8.3- Demonstrativo sintético de receitas e despesas

 

Acumulado até

DEZ/2006*

DEZ/2007

RECEITAS

 30.150,91

       113.328,60

      Rec. Doações

 26.739,00

              83.011,50

      Rec. Doações Associados

   3.411,91

         23.924,08

      Venda de Bens/Serviços

5.001,85

      Renda Aplicações Financeira

           1.391,17

                        

DESPESAS

   3.387,25

         48.656,14

    Pessoal

              -  

           7.245,74

                     

    Despesas Gerais

   3.387,25

         27.324,72

      Manutenção de Infra Estrutura

   1.952,78

         21.024,24

      Despesas Bancárias

      164,47

           2.374,85

      Despesas com Serviços

   1.270,00

              795,00

      Despesas Tributárias

              824,18

      Lanches

                53,90

      Material de uso e consumo

           1.833,41

      Depreciação

              419,14

                       

    Desp. Assistenciais à Criança

              -  

         14.085,68

                       

    Resultado do Período

 26.763,66

         64.747,69

 

8.4   – Balanço Patrimonial Sintético

                                                        DEZ/2006   DEZ/2007

ATIVO TOTAL

 26.763,66

  92.750,44

 Circulante

 25.612,84

  89.617,62

  Disponibilidades

 25.612,84

  88.617,62

   Caixa

   1.569,84

               -  

   Bancos Cta.Movimento

 24.043,00

  12.346,46

   Aplicações Financeiras

  76.271,16

  Adiantamentos

    1.000,00

    Diretores

               -  

    Terceiros

    1.000,00

 Imobilizado

   1.150,82

    3.132,82

    Móveis e Utensílios

      599,00

    1.265,16

    (-) Depreciação Acumulada

              (114,26)

    Equiptº.Proc. Dados

      551,82

    2.286,80

    (-) Depreciação Acumulada

                     

      (304,88)

PASSIVO TOTAL

 26.763,66

  92.750,44

 Circulante

              -  

    1.314,32

    Salários e Encargos a pagar

         90,48

    Provisões Trabalhistas

       557,28

    Provisões tributárias

         46,44

    Créditos de Doadores

       620,12

 Patrimônio Social

 26.763,66

  91.436,12

Superavit Acumulado

 26.763,66

  91.436,12

 

                                                      

  Rio de Janeiro, 10 de fevereiro de 2008

 

Gabriela Lobato Brandão Marins      Renata Zraick do Valle Silva      Fernando Born Caldeira de Andrada

        Diretora-Presidente                                    Diretora                                                   Diretor